Página inicial > Notícias > Mercosul que queremos - ESTA SEÇÃO É SOBRA DA MIGRAÇÃO > Presidentes do Mercosul recebem propostas

Presidentes do Mercosul recebem propostas

sábado 8 de dezembro de 2012

 Também participaram do ato a presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, o presidente do Uruguai, José Mujica e o ministro de Minas e Energia da Venezuela, Rafael Ramírez, que representou o presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Representando os países não associados ao bloco estavam os presidentes da Bolívia, Evo Morales, do Equador Rafael Correa, da Guiana, Donald Ramotar e do Suriname, Desi Bouterse, além da vice-presidenta do Peru, Marisol Cruz, e dos vice-chanceleres do Chile, Alfonso Silva, e da Colômbia, Monica Lanzetta.

*Acesse ao vídeo no youtube

 

Em nome de toda a sociedade civil organizada na Cúpula Social do Mercosul, a coordenadora da Rede Brasileira pela Integração dos Povos (Rebrip), Graciela Rodriguez, procedeu a entrega e fez um rápido discurso, repassando às autoridades sul-americanas um resumo das atividades desenvolvidas entre 4 e 6 de dezembro.

Graciela também agradeceu o empenho da Secretaria Geral da Presidência da República do Brasil na construção da Cúpula e reiterou o desejo dos setores sociais envolvidos de terem cada vez mais espaços para a construção do Mercosul. “Essa é a única forma de fazer efetiva a democracia na região. Sem essa presença [da sociedade civil], será difícil que consigamos avançar nesse sentido”, disse.

Graciela ainda fez questão de ressaltar a participação de organizações sociais paraguaias: “Apesar da gente concordar com a suspensão do Paraguai até as eleições livres, sabemos que o povo paraguaio é parte do Mercosul”.

entrega2-300x199

 

Pouco antes de receber as resoluções da Cúpula Social, a presidenta Dilma Rousseff ratificou a disposição do Mercosul em ampliar a participação social no bloco. O comunicado dos Presidentes dos Estados Parte do Mercosul e Estados Associados, emitido ao final da reunião, afirma que os resultados da Cúpula Social “muito contribuirão para o diálogo e intercâmbio de ideias entre os setores sociais e os governo da região quanto aos rumos do processo de integração” e destaca, em particular, “a decisão de assegurar a periodicidade da Cúpula Social, bem como sua inserção na estrutura institucional do Mercosul”.

Por Vinicius Mansur para Social Mercosul

Notícias

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada

site criado pela