Página inicial > Notícias > Premiê chinês diz que supervisão não pode atrapalhar pequenas empresas

Internacional

Premiê chinês diz que supervisão não pode atrapalhar pequenas empresas

segunda-feira 28 de julho de 2014, por Alampyme

O primeiro-ministro chinês Li Keqiang pediu que os órgãos governamentais reduzam os procedimentos administrativos para as pequenas empresas, destacando que a supervisão não deve ser um obstáculo para elas. Li fez o comentário durante um simpósio com os proprietários de micro e pequenas empresas, de acordo com uma declaração emitida no domingo (27), no site do governo central chinês.

O premiê disse que o governo deve ajudar as pequenas empresas e a supervisão não deve ser como "obstáculos em uma corrida, colocados no caminho, um após outro". Os funcionários de supervisão devem relaxar os controles desnecessários, cumprir seus deveres reguladores e apoiar as empresas necessitadas, afirmou.
Para Li, o governo deve prestar mais atenção ao suporte fiscal e serviços financeiros para as recém-registradas pequenas empresas.
A China tomou uma série de medidas preferenciais para as pequenas empresas lidarem com a desaceleração econômica, incluindo a redução fiscal, a diminuição de despesas administrativas e o acesso relaxado ao mercado. Os criadores de políticas também esperam que as pequenas empresas estimulem os atuais esforços de reforma do país.
Cerca de 1,27 milhão de empresas foram registradas de março a junho, uma alta anual de 66,85%, depois que um novo sistema de registro de negócio com menos limites entrou em vigor em 1º de março.
No mesmo sentido, ainda na semana passada, o Ministério dos Recursos Humanos e da Segurança Social indicou que a população empregada da China, nas áreas urbanas, aumentou em 7,37 milhões de pessoas no primeiro semestre de 2014, com a taxa de desemprego mantendo-se baixa, em 4,08%.
Os dados de emprego estável foram divulgados em meio à tendência de recuperação econômica no primeiro semestre, com o ímpeto de crescimento ressaltando no segundo trimestre em relação aos primeiros três meses do ano.
O crescimento econômico acelerou para 7,5% de abril a junho em comparação com o registro de 7,4% no trimestre anterior, anunciou nos meados de julho o Departamento Nacional de Estatísticas.


Ver online : Premiê chinês diz que supervisão não pode atrapalhar pequenas empresas

Notícias

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada

site criado pela