Página inicial > Patriota é exonerado

Patriota é exonerado

terça-feira 27 de agosto de 2013

A presidente Dilma Rousseff aceitou nesta segunda-feira o pedido de demissão do ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, depois da fuga do senador boliviano Roger Pinto ao Brasil, o que provocou uma tensão diplomática entre os dois países.

 

A saída de Patriota foi confirmada pelo porta-voz da Presidência, Thomas Traumann. Segundo nota divulgada no Blog do Planalto, Dilma indicou para o cargo o representante do Brasil junto às Nações Unidas em Nova York, embaixador Luiz Alberto Figueiredo. Na nota, Dilma ’agradeceu a dedicação e o empenho do ministro Patriota nos mais de dois anos em que permaneceu no cargo e anunciou a sua indicação para a Missão do Brasil na ONU’.

 

Segundo fontes oficiais, Patriota comunicou sua decisão à presidente durante uma reunião realizada hoje que durou pouco menos de uma hora e na qual foi analisada a tensão com a Bolívia pela fuga do senador Roger Pinto, que chegou ao Brasil neste fim de semana com a cumplicidade de diplomatas e parlamentares brasileiros. Pinto, um opositor do governo de Evo Morales, estava hospedado na embaixada brasileira em La Paz desde 28 de maio de 2012.

Notícias

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada

site criado pela