Página inicial > Paraná é modelo no segmento de micro e pequenas empresas

Paraná é modelo no segmento de micro e pequenas empresas

sexta-feira 23 de novembro de 2012

Segundo ele, o Paraná possui a melhor lei geral de microempresa do Brasil, com o maior incentivo fiscal, que se soma a programas estaduais como o Bom Negócio, que assegura crédito com qualificação, e aos fóruns regionais que criam ambientes para a discussão de demandas para o setor.

As micro e pequenas empresas representam 98 % de todas as empresas do Paraná. São 493 mil estabelecimentos que empregam 1,1 milhão de pessoas, além de mais 160 mil empreendedores individuais. “É um importante setor que tem e terá o suporte de políticas públicas do Governo do Estado", afirmou Barros.

“O Paraná avança no caminho certo para fortalecer este que é um dos mais importantes setores da nossa economia. Temos ações e programas que servem de modelos para outros estados, inclusive pela militância histórica de diversas lideranças paranaenses”, acrescentou o secretário.

 

FÓRUNS - O seminário, organizado pela Secretaria do Estado da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, reúne representantes da União, Estado e municípios, iniciativa privada, federações, sindicatos, associações e de outras entidades para trocar experiências e debater ações para o fortalecimento do setor.

"Estamos aqui para levantar as demandas de políticas públicas e de necessidades do setor. Analisar o que está sendo feito no país e disseminar essas informações”, frisou o diretor-geral da SEIM e um das principais lideranças nacionais do setor, Ercílio Santinoni.

De acordo com Santinoni, esse é o primeiro encontro nacional coordenado por um dos estados. "É o início de um processo de levar essas discussões aos estados. Já temos eventos programados para o ano que vem", adiantou.

Os fóruns estaduais são as instâncias governamentais competentes para cuidar dos aspectos não-tributários relativos ao tratamento diferenciado às micro e pequenas empresas e empreendedores. São formados por representantes dos poderes públicos municipais, estadual e federal, federações, associações, iniciativa privada e outros. O Fórum paranaense é um dos pioneiros, considerado referência nacional e utilizado como modelo por outros estados.

 

GESTÃO - A abertura foi marcada também pela palestra do consultor Maro Aurélio Vianna, especialista no setor de Mpe’s. Vianna, que trabalha há décadas como consultor de empresas, é enfático em classificar a capacidade de gestão como uma das principais ferramentas para o sucesso dos empreendedores. "A capacidade de gestão dá flexibilidade ao empresário para enfrentar as mudanças do mundo moderno", afirma.

De acordo com Vianna, o Brasil apresenta atualmente as maiores taxas de crescimento do empreendedorismo no mundo. "Eventos como este sediado no Paraná são fundamentais para debater ações para o fortalecimento do setor, seja pela sua própria força, seja pela competitividade ou pelo nível de excelência", diz.

Participaram da abertura do seminário o senador Sérgio Souza; Pedro Rigo, da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo do Espírito Santo; Norbert Heinze, do Conselho da Micro e Pequena Empresa da Fiep; Luiz Claudio Romanelli, secretário do Trabalho, Emprego e Economia Solidária; Darci Piana, presidente da Fecomércio; Ardisson Akel, presidente da Jucepar; Jonas Bretão, presidente da Fampepar; e Mirian Gonçalves, vice-prefeita eleita de Curitiba, entre outras lideranças nacionais e regionais.

 

 

Leia também: Acordo prevê financiamento especial para micro e pequenos empresários -

 

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Notícias

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada

site criado pela