Página inicial > OEA prepara observação das eleições no Paraguai

OEA prepara observação das eleições no Paraguai

segunda-feira 29 de outubro de 2012

Um grupo de representantes da OEA está em Assunção, capital paraguaia, para as primeiras reuniões com autoridades eleitorais e políticas. Integrantes do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral convidaram a OEA para observar o processo de escolha dos candidatos às eleições de 2013. 

O ex-presidente Fernando Lugo não definiu se irá disputar a Presidência da República ou uma vaga ao Senado.

Pela Constituição, mesmo afastado do poder por um processo de impeachment, Lugo tem direito de concorrer às próximas eleições. Ontem (27), o chefe da missão da OEA em visita a Assunção, John Biehl del Río, demonstrou incômodo com a decisão do Mercosul e da Unasul de suspender o Paraguai.

Segundo líderes regionais, a medida foi gerada pela suspeita de interrupção da ordem democrática no país. Para líderes políticos regionais, o processo de impeachment de Lugo, em 22 de junho, no Parlamento, em menos de 24 horas, não respeitou a democracia.

As autoridades negam irregularidades. Em reuniões com autoridades paraguaias, Del Río surpreendeu ao manifestar opinião diferente das decisões da Unasul e do Mercosul. O secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, amenizou o mal-estar, informando que não cabe à instituição comentar decisões tomadas por grupos regionais.

Fonte: Agência Brasil *Com informações da agência estatal de notícias de Cuba, Prensa Latina e da agência pública de notícias do Paraguai, Ipparaguay.

Notícias

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada

site criado pela