Página inicial > Marta pede aos Senadores emendas para Pontos de Cultura

Marta pede aos Senadores emendas para Pontos de Cultura

quinta-feira 1º de novembro de 2012

Além de uma apresentação da estrutura do MinC, suas secretarias e seus secretários, Marta expôs aos senadores políticas e projetos que estão em andamento, a previsão orçamentária do ministério e defendeu, em alguns momentos, que os senadores apliquem parte de suas emendas para aumentar os recursos da Cultura, garantindo, em contrapartida, empenho do ministério na execução dos projetos.

Marta também pediu apoio na aprovação de leis que tramitam pelo Congresso, entre elas, o Procultura (também conhecido por nova Lei Rouanet), o Vale Cultura e a Lei de Direitos Autorais.

 

 

Surge a ideia de um encontro nacional da Cultura

 

A ministra aprovou a ideia do senador Antônio Carlos Valadares (PSB/SE) que, em sua fala, propôs um encontro nacional da Cultura, que a cada ano pode ser realizado e promovido por um diferente estado do país. Nestes encontros, políticas públicas para a Cultura seriam debatidas e manifestações culturais de todo o Brasil poderiam ser intercambiadas. Marta sugeriu que o próprio senador propusesse um projeto de lei para viabilizar o que ela batizou de ‘Semana da Virada Cultural Nacional’.

 

Pontos de Cultura

Marta defendeu que todos concentrem esforços para a ampliação dos Pontos de Cultura em todo o Brasil. “Estou fascinada com os Pontos de Cultura: é um Brasil vivo” disse a ministra. “Peço aos senadores emendas nesta área, pois são os Pontos de Cultura que chegam ao Brasil mais remoto”.

Cultura e Turismo

A senadora Lídice da Mata (PSB/BA) elogiou a escolha de Jeanine Pires para o cargo de secretária-executiva do MinC. Em sua fala, a parlamentar ressaltou a necessidade da proteção e da promoção da nossa cultura para o incremento do turismo. “O turismo não pode significar a degradação cultural, pelo contrário”, afirmou. Nesse sentido, a indicação de Jeanine, que já presidiu o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) e entende bem a transversalidade entre as duas áreas, é muito apropriada, segundo Lídice.

Arenas Culturais

 

A ministra ressaltou que as arenas culturais programadas para a Copa de 2014 terão a função de mostrar a nossa diversidade para os turistas estrangeiros e para os próprios brasileiros. A ideia, segundo a minista, é que boa parte delas corram o Brasil para o povo conhecer e permitir intercâmbios culturais.

Patrimônio Histórico

“Tivemos um aporte de recursos para a recuperação do Patrimônio Histórico. Vamos começar pelo que é Patrimônio da Humanidade”, declarou Marta. Este tema também foi motivo da exposição do senador Eduardo Suplicy (PT/SP) que lembrou do processo de reconstrução da cidade de São Luiz do Paraitinga, no interior de São Paulo, que teve boa parte de seu patrimônio histórico destruído pelas chuvas em 2010. O senador também mencionou a revitalização do Bexiga, bairro tradicional paulistano, com longa tradição teatral e que sofreu uma grande degradação urbana nas últimas décadas.

Direito autoral

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL/AP) destacou a Lei do Direito Autoral. Segundo o parlamentar, a nossa lei foi criada nos anos 1990, quando a internet não tinha a força que tem atualmente.

 

A ministra da Cultura explicou que desde o primeiro dia em que assumiu o ministério está lendo sobre o assunto.

 

Marta destacou que nenhum país do mundo tem resposta para essa questão. “Precisamos pensar em um jeito de remunerar na internet para não prejudicar o autor, mas precisamos também que tudo esteja na internet, afinal, estamos no século 21”. A ministra disse que também tem conversado com muita gente envolvida com o tema.

Cultura afro-brasileira

Por fim, com a proximidade do Dia da Consciência Negra, comemorado no dia 20 de novembro, a ministra ressaltou a importância da cultura afrodescendente para o nosso País. Marta citou também a relevância de um Museu Afro em Brasília, pois a capital do País será muito visitada durante a Copa do Mundo em 2014, e sugeriu que os senadores fizessem emendas de bancada para viabilizar o projeto. “Já há terreno para isso”, concluiu.

A audiência com os senadores transcorreu em clima propositivo e de confiança com os rumos que vem tomando o MinC.

 

Fonte:Cora Dias, Ascom/MinC Foto: Bruno Spada

 

 

Notícias

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada

site criado pela