Página inicial > Encontros antecedem a 2ª Conferência de Desenvolvimento Rural (...)

Encontros antecedem a 2ª Conferência de Desenvolvimento Rural Sustentável

quarta-feira 5 de junho de 2013

Em preparação para a 2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (2ª CNDRSS), prevista para outubro deste ano, o conselho organizador do evento promove, desde maio, conferências territoriais e estaduais, a fim de discutir a atual situação da agricultura familiar. A proposta é realizar, até julho, 239 conferências nos territórios rurais apoiados pela Secretaria de Desenvolvimento Territorial do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SDT/MDA), além de conferências intermunicipais apoiadas pelas comissões organizadoras estaduais. Em seguida, serão realizadas as 27 conferências estaduais, entre julho e setembro. Esse é o passo final para a Conferência Nacional, que será realizada em Brasília.

A Conferência Nacional, apoiada pelo MDA, tem como objetivo específico debater o desenvolvimento rural sustentável e solidário no Brasil, por meio da construção de um Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável. A perspectiva do evento é de trabalhar as próximas duas décadas, pensando o tema no Brasil para 20 anos.

“Essa Conferência tem muitas inovações, como a paridade de gêneros, que vai fazer com que o nosso plenário final tenha metade da sua composição de mulheres e a outra metade de homens”, explicou o secretário-executivo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável (Condraf), Roberto Nascimento.

Estão previstas para participar da 2ª CNDRSS mais de 1,5 mil pessoas, sendo 1,2 mil delegados, 200 convidados e 100 observadores. Cada estado terá, no mínimo, 26 representantes, levando em conta a população rural de cada um deles. Minas Gerais será o estado com o maior número de delegados, 68 pessoas. O Distrito Federal terá 26 representantes. “Cada território e estado, além de ajudar a construir o Plano Nacional, vai construir o seu próprio plano territorial e estadual para o próximo período”, completou Roberto Nascimento.

Territórios e estados
Atualmente, são 239 territórios rurais que compõem o quadro. Dentre eles, 120 Territórios da Cidadania, programa do MDA e de outros 22 ministérios que leva políticas públicas aos territórios, levando em consideração as particularidades de cada um deles. O objetivo é promover o desenvolvimento econômico e universalizar programas de cidadania por meio de estratégias de desenvolvimento rural sustentável.

Para o secretário-executivo do Condraf, essas conferências que antecedem a Nacional ajudam na estruturação das propostas. “São nessas conferências que a população do campo é ouvida. Cada vez que fazemos uma conferência em territórios, trazemos para a discussão todos os agricultores e agricultoras, mostrando a realidade de cada território, as dificuldades, os desafios, aquilo que está funcionando, aquilo que não está funcionando e apresentando propostas pensando no futuro”, disse Roberto.

A primeira conferência estadual será no Acre, seguindo para o Amapá, Mato Grosso e Rio Grande do Sul, todas previstas para o mês de julho. O estado do Pará deve ser o último a receber a conferência, em setembro.

Temáticas
Além das territoriais e estaduais, o Condraf promoverá conferências setoriais e temáticas, nos meses de junho e julho. As setoriais envolvem as mulheres, os jovens e os povos e comunidades tradicionais. As temáticas trazem como assunto a agrobiodiversidade, o semiárido, o meio ambiente e o cooperativismo

Fonte: MDA

 

Notícias

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada

site criado pela