Página inicial > Cartão para pequena empresa faz 70% das operações do BNDES

Cartão para pequena empresa faz 70% das operações do BNDES

segunda-feira 15 de outubro de 2012

 

O produto respondeu por 60% do número de operações do BNDES no ano passado e deve fechar 2012 ampliando essa participação para 70%. O número de operações realizadas pelo Cartão ultrapassa 1,7 milhão, com um tíquete médio de R$ 14,5 mil.

O volume de desembolsos do Cartão BNDES no ano passado chegou a cerca de R$ 7,6 bilhões – 5% do total do banco. Esse valor equivale a 6,3 mil vezes o total desembolsado em 2003 (R$ 1,2 milhão), ano seguinte ao lançamento e que marcou o início efetivo das transações.

De janeiro a julho de 2012, já foram desembolsados aproximadamente R$ 5,4 bilhões, em cerca de 390 mil operações. Para fechar o ano, a projeção é que o desembolso total supere a casa dos R$ 11 bilhões.

O Cartão está presente em 95,8% dos municípios brasileiros. A meta para 2013 é atingir 100% de cobertura. Ainda existem 227 localidades sem Cartão BNDES emitido.

Internet- O produto usa a internet como plataforma e o cartão de crédito como forma de pagamento. Nessa primeira década de operação, foram emitidos 550.325 cartões para micro e pequenas empresas e empreendedores individuais.

O Cartão tem hoje cerca de 46 mil fornecedores credenciados – quantidade maior do que a de empresas que operam com vendas diretas pela internet, segundo dados da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico. O catálogo de produtos disponíveis à venda é de aproximadamente 207 mil.

O portal www.cartaobndes.gov.br funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, e chega a registrar até 4 mil acessos simultâneos, entre pedidos de emissão, de credenciamento de fornecedores e produtos e transações. As compras são parceladas em 48 prestações fixas, com a taxa de juros mais baixa do mercado (0,91%, em outubro de 2012). O limite de crédito é de R$ 1 milhão por banco emissor.

Crediamigo do BNB registra menor taxa de inadimplência

O maior programa de microcrédito produtivo orientado do Brasil, o Crediamigo do Banco do Nordeste, atingiu sua melhor taxa de inadimplência. Em agosto, os empréstimos com atrasos entre 1 e 90 dias corresponderam a 0,65% da carteira ativa do programa, que iniciou suas operações em 1998. Historicamente, a inadimplência do Crediamigo tem se mantido abaixo de 1%.

A melhoria dos índices de inadimplência acontece mesmo com o crescimento no volume de empréstimos. No primeiro semestre deste ano, a quantidade de operações contratadas cresceu 53,2%, na comparação com o mesmo período do ano passado.

De janeiro a agosto, foram contratadas 1,8 milhão de operações de microcrédito. O montante representa a injeção de R$ 2,6 bilhões na economia informal nordestina.

 

Notícias

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada

site criado pela